segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Perdoar não é esquecer




Você já tomou uma decisão difícil? Uma decisão que fez você pensar e repensar, não apenas se era a decisão certa, mas também se você seria capaz de ser manter nela.
O que seria perdoar, afinal? Seria varrer para debaixo do tapete a dor, a raiva? Ou seria simplesmente esquecer? Não, perdoar não é fingir que nada aconteceu. Perdoar seria basicamente encarar os fatos, lembrar-se deles, pensar sobre eles, porém sem sentir mais a dor ou a raiva. Perdoar é conseguir seguir em frente apesar da mágoa.
Mas o que isso tem haver com uma “decisão difícil”? Perdoar começa com uma decisão. E não é uma decisão simples como escolher que roupa você vai vestir hoje ou que livro vai ler. O perdão é algo que exige muito mais esforço do que você pode realmente imaginar. Talvez você decida, mas logo sinta vontade de desistir, porque é mais fácil sentir a dor, sentir a raiva, é mais fácil chorar e ser refém do sofrimento. Ou talvez você decida que vai simplesmente esquecer, o problema é que isso não é possível e no fundo você sabe disso. Sabe que pode disfarçar as lágrimas e colocar um sorriso no rosto, sabe que pode fingir para todos a sua volta que está bem, entretanto sabe que não pode fingir para si mesmo.

A dor está aí, você não pode fugir dela, precisa enfrentá-la se quiser que ela acabe. E para isso precisa escolher o perdão e mais do que isso, precisa se manter nessa escolha. Só assim será capaz de se libertar do que tanto fazia o mal, só assim será capaz de seguir em frente, de se reerguer, de olhar para o passado sem deixar que ele o controle, que ele o mantenha preso no constante sofrimento.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Chegue ao impossível



Nunca deixe de sonhar, nunca pare de acreditar. Não deixe que momentos ruins, tentativas frustradas ou resultados desanimadores façam você abandonar seus objetivos.
As pessoas vão dizer para você desistir. Dirão que sonhos só se realizam em contos de fadas e que sonhar é coisa de louco. Então, seja louco, pois são os sonhos mais loucos que transformam o mundo.

Haverá momentos em que você não terá forças para seguir em frente, em que os obstáculos pareceram grandes demais para você. Mas se em algum momento você cair, levanta-se e continue. Ninguém nunca disse que seria fácil, é difícil, quase impossível, mas é exatamente isso que deixa os sonhos especiais: não são todos os que têm força de vontade suficiente para chegar ao impossível.