quarta-feira, 11 de maio de 2016

Mudanças: liberte-se de você mesmo



Às vezes as pessoas mudam não porque querem, mas porque precisam. Algumas mudanças são repentinas, viram nossa vida de cabeça para baixo, tira o chão seguro que nos sustenta. Entretanto, isso não significa necessariamente que a mudança seja ruim. Por mais que nos desestruturem, elas podem trazer bons resultados, mas que só serão percebidos quando tirarmos os óculos do medo que nos cega.

Outras vezes a mudança parte da nossa própria vontade. É como uma necessidade de auto-atualização, para estarmos de bem com nós mesmos. Não que nossa versão atual não seja boa o suficiente, mas que ela pode ser melhorada. Não devemos tentar ser perfeitos, mas sempre podemos melhorar, buscar uma versão melhorada de nós mesmos.

Precisamos mudar para nos adaptar ao mundo, outras vezes precisamos mudar a nós mesmos para poder provocar modificações no mundo. Às vezes a mudança é na aparência, tem momentos em que mudamos nossos hábitos, outras vezes mudamos até mesmo nossos comportamentos. Por isso não devemos temer tanto as mudanças, pois mudar não significa deixar de ser quem você é, já que por mais profunda que a modificação seja, ela não altera a nossa essência. Enfim, mudanças são necessárias, pois não podemos ser prisioneiros de nós mesmos. Portanto, liberte-se de você mesmo, permita-se viver novas experiências. Você pode se surpreender, descobrir que as mudanças podem ter sim um lado positivo.